Mangueira de incêndio tipo 5 industrial

MANGUEIRA DE INCÊNDIO TIPO 5 Ø 1.1/2″ X 30 METROS DE COMPRIMENTO

Mangueira de Combate à Incêndio – Modelo: Industrial (alta resistência à abrasão e produtos químicos) Manutenção Industrial e limpeza de áreas.

Código da Mangueira de incêndio: MI508
Tipo: 05 (Cinco) da norma ABNT NBR 11861.
Cor: Vermelha ou preta.
Aplicação: Destina-se a edifícios industriais.

Características: Mangueira de capa simples, fabricada com reforço têxtil acrescido de um revestimento externo de borracha sintética montado sobre tubo interno de borracha sintética. Modelo RUBERFLEX. Dotada de união tipo engate rápido (storz) conforme NBR 14349, possui superior resistência a perfurações, cortes e a produtos químicos. Tem elevada resistência a abrasão e a superfícies quentes.

Diâmetro: Ø 1.1/2″.
Compr.do Lance: 30 metros.
Pressão Trabalho: 14 Kgf/cm² (1370 kpa).
Pressão Teste: 28 Kgf/cm² (2745 kpa).
Pressão Ruptura: 55 Kgf/cm² (4120 kpa).
Peso do lance: 16,0 Kg.
NCM 59090000.

Certificações: Certificado da Marca de Conformidade ABNT n° 40.009/15.
Certificado Sistema da Qualidade Norma NBR ISO 9001:2015 N° 23.027/01.

* Para o engate e desengate das conexões storz deve-se utilizar a CHAVE PARA CONEXÃO STORZ.

→ Para manutenção das mangueiras de incêndio observe  as instruções contidas na Norma ABNT NBR 12779 – INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E CUIDADOS EM MANGUEIRAS DE INCÊNDIO.

Visite também o site da Associação Brasileiras de Normas Técnicas – ABNT.


GRÁFICO DE PERDA DE CARGA

Mangueira de incêndio perda carga tipo 5
Multiplique por 0,01 para converter em [Kgf/cm²/m]

Instruções de uso da Mangueira de Incêndio:

APLICAÇÃO:

Certificar que o tipo de mangueira de incêndio é adequado ao local e as condições de aplicação, conforme norma ABNT NBR 11861;

  1. Mangueira Tipo 1 – Destina-se a edifícios de ocupação residencial. Pressão de trabalho máxima de 980 kPa (10 kgf/cm2).
  2. Mangueira Tipo 2 – Destina-se a edifícios de comerciais e industriais ou Corpo de Bombeiros. Pressão de trabalho máxima de 1.370 kPa (14 kgf/cm2).
  3. Mangueira Tipo 3 – Destina-se a área naval e industrial ou Corpo de Bombeiros onde é indispensável maior resistência à abrasão. Pressão de trabalho máxima de 1.470 kPa (15 kgf/cm2).
  4. Mangueira Tipo 4 – Destina-se a área industrial, onde é desejável maior resistência à abrasão e resistência a produtos químicos. Pressão de trabalho máxima de 1.370 kPa (14 kgf/cm2).
  5. Mangueira Tipo 5 – Destina-se a área industrial, onde é desejável uma alta resistência à abrasão. Pressão de trabalho máxima de 1.370 kPa (14 kgf/cm2)

PRÉ-USO:

– Verificar se a pressão na linha é compatível com a pressão de trabalho da mangueira.

– Seguir todas as instruções contidas na Norma ABNT NBR 12779 – INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO E CUIDADOS EM MANGUEIRAS DE INCÊNDIO.

– A mangueira de incêndio deve ser utilizada por pessoal treinado.

– Não armazenar sob a ação direta dos raios solares e/ou vapores de produtos químicos agressivos.

– Não utilizar a mangueira para nenhum outro fim (lavagem de garagens, pátios, etc.) que não seja o combate a incêndio.

– Para a sua maior segurança, não utilize as mangueiras das caixas/abrigos em treinamento de brigadas, evitando danos e desgastes. As mangueiras utilizadas em treinamento de brigadas devem ser mantidas somente para este fim.

– Evitar queda das uniões.

– Nunca guardar a mangueira molhada após a lavagem, uso ou ensaio hidrostático.

– Não arrastar a mangueira sem pressão, isto pode causa furos no vinco.

EM USO:

– Evitar a passagem de mangueiras sobre cantos vivos, objetos cortantes ou pontiagudos, que possam danificá-la.

– Não curvar acentuadamente a extremidade conectada com o hidrante. Isso pode causar o desempatamento da mangueira (união).

– Cuidado com golpes de aríete na linha causados por entrada de bomba ou fechamento abrupto de válvulas e esguichos (segundo a norma americana NPFA 1962, a pressão pode atingir sete vezes, ou mais, a pressão estática de trabalho). Isso pode romper ou desempatar uma mangueira.

– Quando for possível evitar a passagem de veículos sobre a mangueira de incêndio, deve ser utilizado um dispositivo de passagem de nível. Recomendamos o dispositivo sugerido pela Norma – NBR 12779.

INSPEÇÃO E MANUTENÇÃO:

– Toda Mangueira de incêndio, quando em uso (em prontidão para combate a incêndio), deve ser inspecionada a cada 6 (seis) meses e ensaiada hidrostaticamente a cada 12 (doze) meses, conforme a norma NBR 12779. Estes serviços devem ser realizados por empresa especializada.

NOTA:

– O usuário deve identificar individualmente as mangueiras sob sua responsabilidade e manter registros históricos de sua utilização. Recomendamos o uso da ficha de controle individual para Mangueiras de Incêndio.
– Após o ensaio hidrostático, a mangueira deve retornar, preferencialmente, para o mesmo hidrante ou abrigo em que se encontrava antes do ensaio.